PrivacyTools - LGPD - Linkedin
Categorias
Blog

GRPCOM se adequa à LGPD com Privacy Tools

A LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados) está em vigor desde agosto de 2020 e passa a aplicar penalidades a partir de agosto de 2021. Com isso, diversas empresas estão intensificando seus cuidados com os dados pessoais de clientes, funcionários e fornecedores.

 

Exemplo disso é o Grupo Paranaense de Comunicação (GRPCom), que iniciou o processo de adequação ainda em 2020. “O tempo estimado inicial era de 9 a 12 semanas e fechamos em 16 semanas a fase de diagnóstico, estendendo em decorrência das mudanças legislativas, home office e demais impactos da pandemia”, explica Rita de Cácia de Medeiros, DPO (Data Protection Officer) da organização.

 

Proteção de dados é diferencial competitivo

 

Para o GRPCom, estar em conformidade com a LGPD é muito mais do que uma obrigação: é uma forma de se diferenciar e melhorar o relacionamento com a audiência. No total, são muitos os dados pessoais tratados somando os veículos de mídia do grupo, que são a Gazeta do Povo, o jornal Tribuna, o canal de televisão RPC, a Rádio Mundo Livre, entre outros.

 

Sobre a nova lei, Rita explica que os benefícios de estar em conformidade são o “diferencial competitivo, relacionamento com o titular dos dados, reputação e boas práticas, assim, acreditamos que a LGPD é uma oportunidade”. 

 

O caminho percorrido pelo GRPCom

 

Cada empresa tem o seu modo de entrar em conformidade com a LGPD, dependendo do seu tamanho e nível de maturidade em relação ao tema. O primeiro passo, após a fase de diagnóstico e ingressando nos planos de ação, foi estruturar a governança Interna, através do “escritório de privacidade” com pessoas e definições de responsabilidades e escopo, bem como firmar a contratação da Privacy Tools.

 

“Avaliamos assim, pela nossa experiência desde o início dos trabalhos ocorridos em janeiro de 2020, que precisávamos contar com um sistema que permitisse uma gestão integrada com os padrões legais, de processos e tecnologia, e a Privacy Tools tem sido um grande aporte nessa jornada, com uma parceria ágil e governança voltada para a conformidade”, comentou a DPO do Grupo.

 

Em seguida, foi nomeada a DPO/Encarregada pelo Tratamento de Dados e criado o canal para atender os titulares. Também foram revisadas as políticas internas da empresa e as tecnologias homologadas. Então, foram mapeados os processos para definir as hipóteses de tratamento para cada finalidade.

 

De acordo com Rita, a “proteção de dados é um projeto que tem início, meio e não tem fim, precisará de acompanhamento constante e a Privacy Tools veio para completar essa gestão dos dados nas nossas empresas.”  A plataforma permite mapear os fluxos dos dados pessoais na organização, fazer a gestão dos consentimentos on line e das preferências dos titulares. A plataforma conta com Data Mapping, Gestão de Incidentes, atendimento aos titulares, entre outros recursos.

 

Sobre a PrivacyTools

 

A PrivacyTools é uma PrivacyTech, ou seja, uma startup do ramo de privacidade, acelerada pela Obr.global e é uma das pioneiras no Brasil na oferta de soluções para LGPD.

 

A empresa visa transformar a forma como as empresas protegem e gerenciam a privacidade dos dados pessoais e conta com clientes como Pague Menos, Petros, Rede D’or, Dafiti, Synnex, Banco RCI, Grupo RBS, entre outros. 

 

Para veículos de imprensa e grupos de mídia, as soluções da PrivacyTools ajudam a manter a privacidade de quem navega pelas matérias online, com a gestão dos cookies que são autorizados pelos leitores, a gestão dos avisos e políticas de privacidade e o mapeamento dos dados pessoais relacionados aos usuários que são tratados, para reconhecer e minimizar riscos de vazamentos ou uso indevido das informações.

 

Sobre os fundadores:

Aline Deparis: CEO da Privacy Tools, analista de Sistemas por formação e somando mais de 15 anos de experiência no setor de TI. Foi presidente da Assespro-RS (2019/2020) e do CETI-RS (Conselho das Entidades de TI do RS) e é atual membro do Conselho Fiscal do iColab.

 

Marison Souza: COO da Privacy Tools, arquiteto de softwares com vasta experiência em projetos de alta complexidade, segurança e inovação, tendo sido responsável por projetos importantes em empresas e órgãos como TSE, Grupo RBS, TCU, entre outros. Possui conhecimento em tecnologias OpenSource, atuando no mercado de desenvolvimento, pesquisa, criação e arquitetura de sistemas há 17 anos.  

 

Sobre Robert Janssen – Aceleradora OBr.global:  

 

A evolução de grande parte dos programas de internacionalização de empresas brasileiras tem na sua origem as “digitais” de Robert Janssen. Bacharel em Negócios Internacionais pela San Diego State University e licenciado em Sistemas da Informação pela Monterey Peninsula College. Executivo sênior e advisor de empresas com mais de 30 anos de sucesso no desenvolvimento de negócios internacionais nos setores de TI, educação, energia, biotecnologia e varejo.  Atualmente é membro de diversos grupos anjos do Vale do Silício, vice-presidente de Relações Internacionais da Assespro (principal associação de empresas brasileiras de TI). Em 2015, 2016 e 2017 foi eleito um dos 50 executivos de TI mais influentes dos Estados Unidos no segmento de empresas de médio porte.

 

Sobre o GRPCom

 

É hoje o maior grupo empresarial de comunicação do Paraná e um dos maiores do Brasil. Tem a missão de “Estimular em cada um o desejo de ser melhor e de contribuir para o bem da sociedade”, o grupo empresarial busca trazer informações relevantes do dia a dia das cidades, do país e dos fatos que movimentam o mundo.

 

Os primeiros veículos do GRPCom foram o jornal Gazeta do Povo e a RPC, antigo Canal 12. Ambos foram adquiridos pelos empresários Francisco Cunha Pereira Filho e Edmundo Lemanski, na década de 60.