PrivacyTools - LGPD - Linkedin
Categorias
Blog

Privacy Tools é uma das finalistas do Open Finance Awards

A Privacy Tools está entre as 79 empresas que chegaram à reta final da competição Open Finance Awards. O projeto que levou a startup a ser finalista é a Gestão de Consentimentos do Open Banking, ainda em desenvolvimento. O anúncio está na página de LinkedIn da Innovation Latam.

Ao todo, foram 284 startups inscritas, sendo 9 países representados na competição. A maior parte das empresas inscritas são startups maduras. Mais de 95% delas têm MVP estruturado e mais de 70% estão em fase de tração ou escala.

 

Sobre o Open Finance Awards

 

A competição é realizada pela Innovation Latam, empresa focada no desenvolvimento de startups, em parceria com a Cantarino Brasileiro, empresa de marketing e comunicação com experiência nos mercados financeiro e de meios de pagamento. 

Também são parceiros do Open Finance Awards as empresas Atento, companhia especializada na gestão de clientes dentro do setor de Business Process Outsourcing (BPO), Embratel, empresa de telecomunicações, e First Tech, focada no desenvolvimento e implantação de projetos customizados para infraestrutura de colaboração e segurança da informação.

O objetivo da competição é identificar as melhores soluções que vão contribuir com o Open Banking no Brasil. A primeira etapa começou em fevereiro deste ano e os finalistas da última fase serão divulgados no dia 21/06. Entre 24/06 e 02/07, haverá uma votação online que decidirá os melhores projetos de open banking.

Em 12/07, haverá uma cerimônia de premiação. O Prêmio será concedido ao primeiro colocado de cada categoria, que receberá certificado e troféu. A cerimônia de premiação está programada para ocorrer de forma virtual.

Alguns dos jurados são:

 

  • Antônio João, diretor executivo da Embratel;
  • Bruno Ghisi, CTO da RDStation;
  • Charles Schweitzer, head de inovação no Banco Carrefour;
  • Cristiane Tran, head of financial Services & Insurance na Vivo;
  • Paula Mazanék, head of digital no Banco Safra;
  • Roseli Garcia, diretora executiva na Boa Vista Serviços.

 

Os critérios de avaliação são a Inovação (a solução é inovadora em termos de projeto, desenvolvimento e execução), o Desafio (a solução de fato resolve um problema ou uma dor), os Benefícios para o cliente ou sociedade/stakeholders (a solução gera benefícios tangíveis e percebidos ao cliente ou sociedade/stakeholders, melhoria na experiência de usabilidade ou mais facilidade) e o Impacto no Negócio (a solução proporciona vantagens mercadológicas, econômicas, fortalecimento da marca, visibilidade e conquista de clientes, entre outros).

 

O que é o open banking

 

Ele ainda é uma novidade no Brasil, mas o open banking pode facilitar a vida de quem utiliza serviços financeiros. Com essa modalidade os bancos, fintechs e outras instituições farão o compartilhamento de dados das pessoas entre si. Essa troca de informações ocorrerá com o consentimento dos clientes e servirá para agilizar processos de abertura de conta, tomadas de empréstimo, financiamentos, entre outros.

O open banking já é realidade em outros lugares, como o Reino Unido, a Austrália e a Índia. Entre os dados que poderão ser compartilhados entre instituições, se o cliente assim o desejar, estão:

  • Nome;
  • CPF/CNPJ;
  • Telefone;
  • Endereço;
  • Dados transacionais;
  • Dados sobre produtos e serviços utilizados.