Controle seu programa de privacidade
com a mais completa ferramenta nacional


    Teste grátis

    Para continuar, preencha seus dados e entraremos em contato.







    x
    Categorias
    Blog

    Por que a cibersegurança se tornou uma prioridade para empresas brasileiras?

    Tempo de leitura estimado (em minutos): 3

    Um recente estudo do International Business Report (IBR), realizado pela Grant Thornton, revelou que mais de 80% das empresas de médio porte brasileiras estão investindo ou planejam investir na proteção contra ataques cibernéticos em 2024. Contudo, quais são os motivos para essa priorização? Nós te explicamos aqui.

    Quem está mais preocupado?

    A pesquisa envolveu cerca de 300 empresas brasileiras, dentre as quais demonstraram diferentes níveis de preocupação:

    • 41% já investem há anos em melhorias na proteção e reação a ciberataques.
    • Outros 41% iniciaram investimentos nos últimos três anos e têm planos de continuar nos próximos.
    • Em 10% dos casos, a cibersegurança será tratada como prioridade a partir de 2024.
    • Já 6% afirmam que vão começar a tratar o tema de forma prioritária no futuro próximo.

    Brasil: O maior alvo de ataques cibernéticos na América Latina

    Um dos pontos destacados pelos analistas da Grant Thornton é que esses dados parecem ser resultado do aumento dos ataques cibernéticos sofridos pelas empresas nacionais a cada ano. Um relatório da empresa de segurança Fortinet aponta que o Brasil é o país mais vulnerável a ciberataques na América Latina. No primeiro semestre do ano passado, foram registrados 23 bilhões de ataques contra organizações brasileiras, representando 36% do total na América Latina.

    Segundo os especialistas, ainda há muito a ser feito para garantir um ambiente digital seguro e sem riscos, com um dos principais desafios sendo a falta de planos estruturados e treinamentos de resposta a incidentes cibernéticos. Para eles, a melhor maneira de garantir mais proteção é treinar e testar continuamente os planos de resposta a incidentes para adquirir agilidade e eficiência nas ações.

    É importante que a proteção digital seja tratada como um pilar estratégico em um mercado que cada vez mais depende do mundo digital, pois só isso pode garantir o crescimento de empresas de maneira sustentável.





    ×